quinta-feira, 16 de agosto de 2012

50% de Cotas para a Rede Pública nas Universidades Federais

Será que é realmente necessário essa quantidade toda? Afinal de contas somos todos iguais, certo?
Mais ou menos... Talvez a porcentagem esteja um pouco elevada, mas eu sempre fui estudante de escola pública (desde o ensino infantil - pré - até no cursinho), e pode até parecer glichê, mas a verdade é que o ensino público no Brasil não é lá essas coisas...
Fui "viver na pele" quando estava no cursinho (feito de uma ong, com professores voluntários) que não tinha aprendido tudo o que precisava para fazer o vestibular no ensino médio. Quero dizer, foi no ensino médio mesmo, quando prestei vestibular para a Unesp, em Biologia, mas o cursinho é uma revisão, não dá tempo de ensinar como deveríamos ter aprendido no ensino médio, todos sabem disso, então os professores nos motivavam, tinham que nos ensinar, mas sem parar muito no mesmo conteúdo e além de trabalhar, eu tinha que estudar...
Em questão de capacidade, acredito que sou tão capaz quanto alguém que fez escola particular a vida toda (na verdade todos podem passsar no vestibular de faculdades públicas, mas para o estudante de escola pública é uma questão de mais autonomia), o que me preocupa é que a luta não é igual no sentido de conteúdo (aqui entra a autonomia), pois nas escolas particulares, coisas que cairão no vestibular são ensinadas até no ensino fundamental II.
Aí vejo no facebook um link para um abaixo-assinado para ir contra os 50%. Até aí "tudo bem" ou nem tanto, porém o engraçado é que as pessoas que são contra esse valor, fizeram escola particular e parecem não entender a situação do estudante de escola pública. Mas nem culpo esses etudantes, na verdade o problema é que os professores são mal pagos e desmotivados, e assim fica difícil de motivar alguém a fazer algo. Eu acredito que daqui a alguns anos professores serão substituídos por robôs, pré programados a dar o conteúdo, por ser uma profissão tão desvalorizada.
Talvez não fosse necessário oferecer 50% de cotas para estudantes de escolas públicas, contudo seria necessário investir MUITO, PESADO, em educação, desde os níveis mais básicos e principalmente nesses níveis, em todas as escolas e universidades públicas, motivar professores, aumentar os salários desses profissionais, para eles pararem de fazer algo por "obrigação" (eu tive professores assim, e isso desmotivava um pouco), pois isso não é bom para os professores, mas especialmente é pior para os estudantes.
Dessa maneira, a "briga" seria realmente mais justa e os 50% se tornariam desnecessários. O Brasil, precisa de mudanças urgentes! A principal delas é a educação. E depois teremos um efeito dominó na saúde, transportes, etc. Além disso impostos mais baratos! Só assim veremos a mudança que tanto precisamos nesse querido país.


Me desculpem se falei algo que alguém não concorda, podem dizer nos comentários.
Mas o país realmente precisa mudar e tem começar de algum lugar, e eu acho que tem que ser na educação, mas não necessariamente dessa forma que tenho visto...



Beijos
Seu Blog · Design por Alves Alvin · Todos os direitos reservados - Copyright © 2014 · Tecnologia do Blogger